Mesmo com dois gols de Ricardo Oliveira, Galo é derrotado em Santos

Por: Alecsander Heinrick


Resumo: Santos 3 x 2 Atlético

No sábado (24), o Atlético enfrentou o Santos na Vila Belmiro, a partida foi válida pela 37° rodada do Campeonato Brasileiro. A partida terminou 3 a 2 para o Santos, com gols marcados por Carlos Sánchez, Gabriel e Felippe Cardoso para a equipe santista, e com Ricardo Oliveira marcando duas vezes para o alvinegro mineiro.

Levir não pode contar com Maidana (suspenso pelo 3° amarelo) e Adilson (lesionado), para a vaga deles, Gabriel e Galdezani foram escolhidos respectivamente.

Partida marcou o encontro entre Cuca (campeão da Libertadores 2013) e Levir (campeão da Copa do Brasil 2014) – Foto: Bruno Cantini / Atlético

O Jogo

Com apenas 01’ do primeiro tempo, o Santos abriu o placar. O time da casa chegou trocando passes e Chará acabou fazendo a falta na entrada da área, Carlos Sánchez bateu com categoria e Victor apenas olhou a bola entrando no ângulo. Tentando responder rápido o gol sofrido, o Galo foi pra cima e com 03’ Ricardo Oliveira quase empatou, Luan roubou a bola e deu enfiada de bola para o atacante, ele invadiu a área e mesmo sem ângulo bateu com muito perigo, a bola passou tirando tinta da trave. O jogo começou no 220V, com 05’ o Santos quase ampliou, Cazares saiu jogando errado e entregou nos pés de Alison, o volante dominou e encheu o pé, mas Victor voou para salvar o que seria um golaço da equipe santista.

Aos 16’, o empate atleticano, Luan e Chará tabelaram e o colombiano tocou para Ricardo Oliveira na entrada da área, o atacante dominou, girou para a esquerda e bateu no cantinho, Vanderlei ainda tocou nela e ela também tocou na trave, mas não teve jeito, bola no fundo do gol e jogo empatado. A partir daí, só deu Santos. Aos 20’, dois lances de perigo santista, na primeira Dodô cobrou falta no ângulo também, mas dessa vez Victor voou para mandar a bola para escanteio; no escanteio a defesa afastou mas numa segunda bola Pituca tocou por cima da defesa e encontrou Luiz Felipe, o zagueiro dominou e girou ficando cara a cara com Victor, mas bateu muito mal na bola. Aos 29’, Pituca arriscou de fora da área e Victor teve que trabalhar novamente fazendo boa defesa. A zaga do Atlético teve desatenção em dois lances e o Santos não desperdiçou as chances. Aos 33’, Felippe Cardoso tabelou com Pituca, limpou a marcação, invadiu a área e bateu para fazer o segundo gol do Santos na partida.

Aos 36’, Dodô recuperou a bola após corte mal feito da defesa atleticana e deu bela enfiada de bola para Gabigol, o atacante saiu na cara do gol e bateu na saída de Victor, ampliando o placar, 3 a 1 Santos. O jogo ficou mais morno, o Santos não arriscava muito e o Atlético parecia tentar algo mas sempre sem sucesso. Aos 46’, em contra ataque santista, quase o quarto gol. Gabigol deu bela enfiada de bola para Sánchez, o uruguaio dominou, invadiu a área e na saída de Victor bateu por cima do gol, desperdiçando grande chance.

Ricardo Oliveira desencantou após sete rodadas, fazendo valer a “Lei do Ex” na Vila Belmiro – Foto: Bruno Cantini / Atlético

O Galo voltou com alteração para o segundo tempo, Terans (que fez o gol da vitória contra o Internacional) entrou na vaga de Chará. Logo no início o Atlético já mostrou resultado. Primeiro aos 06’, Terans cobrou falta e Gabriel desviou de cabeça, Vanderlei fez bela defesa mandando para escanteio, na cobrança, Vanderlei saiu mal e Ricardo Oliveira tocou nela com o peito, a bola pegou nas costas do volante Alison e entrou para o gol. O jogo ficou morno até os 25’, quando o Santos atacou com perigo mais uma vez, após cruzamento na área a bola sobrou para Derlis González na pequena área, o atacante dominou e bateu mas Victor salvou o Galo fechando o gol. Aos 31’, Carlos Sánchez recebeu o vermelho direto por entrada duríssima em Elias que puxava contra ataque. O Galo tentava de tudo para chegar ao gol santista, mas o Santos se fechou muito bem e mesmo com um a menos segurou muito bem o resultado; o Galo, com um jogador a mais foi pra cima, Alerrandro entrou na vaga de Galdezani mas mesmo assim o time não conseguiu chegar ao gol de empate.

O Galo volta à campo para a última rodada do Brasileirão 2018 no próximo domingo (02), contra o Botafogo, no Independência e depende apenas dele para se classificar para a Libertadores, já que o Atlético-PR tropeçou em casa e apenas empatou com o Ceará. O Galo tem 56 pontos contra 54 do rival paranaense, ou seja, se vencer está garantido, se empatar ou perder tem que torcer para o CAP não vencer o Flamengo no RJ.

Ricardo Oliveira foi o artilheiro da noite, marcando duas vezes na sua ex-casa, Vila Belmiro – Foto: Bruno Cantini / Atlético


FICHA TÉCNICA

Santos 3 x 2 Atlético

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)

Data: Sábado, 24 de Novembro de 2018

Horário: 20h (horário de Brasília)

Gols: Santos: Carlos Sánchez (1/1ºT), Felippe Cardoso (33’/1ºT) e Gabriel (36’/1ºT); Atlético: Ricardo Oliveira (16’ 1°T e 7’/2ºT)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (MTR RS)

Auxiliares: Rafael da Silva Alves (AB RS) e Jorge Eduardo Bernardi (AB RS)

Cartões amarelos: Cazares (Atlético); Gabriel, Dodô, Alison, Pituca (Santos)

Cartão vermelho: Carlos Sánchez, (Santos)

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique, Dodô, Alison, Carlos Sánchez, Diego Pituca, Felippe Cardoso (Rodrygo), Gabriel (Renato) e Derlis González (Copete); Técnico: Cuca.

Atlético: Victor; Emerson, Leonardo Silva, Gabriel, Fábio Santos, Matheus Galdezani (Alerrandro), Elias, Luan (Lucas Cândido), Cazares, Chará (Terans) e Ricardo Oliveira; Técnico: Levir Culpi.


Estatísticas da Partida


As estatísticas da partida em outra perspectiva


Siga o Galo Estatísticas nas redes sociais:

–> Twitter

–> Instagram

Compartilhe e opine!

–> Twitter: @aIecss

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *